A distopia “Zona de Separação”

 Numa sociedade futura, que se define por situações de vida intoleráveis, opressoras e autoritárias.

Que remete a um lugar hipotético onde se vive sob sistemas opressores, autoritários, de privação, perda e desespero;

Diante das incertezas do futuro, um gênero literário se destaca – a distopia, uma forma de utopia negativa. O pessimismo dá o tom das narrativas, que mostram um mundo sombrio e pessimista, um futuro no qual ninguém gostaria de viver.

Um mundo dividido de um tempo tão atual de regime totalitário surge, e, nas  incertezas de pensamento ideológico, será formado uma nova sociedade que obrigada a ser feliz, sem perspectivas, vive infeliz, fugindo de todo e qualquer conflito, criando a utopia, fazendo com que heróis, precisem sobreviver, sem essencial, tentando modificar o tempo atual, vivem tempos sombrios.

O mundo se tornou um lugar mais “vazio” de ideologias políticas. Os grandes projetos de novas sociedades se perderam e a força da sociedade não é mais voltada para o alcance de um objetivo comum.

Zona de Separação série da Netflix fala exatamente de um tempo, em que, andamos a  passos largos.

Trama da série

Espanha, 2045. A crescente escassez de recursos naturais transformou as democracias ocidentais em regimes ditatoriais que justificam a falta de liberdade com a promessa de garantir a sobrevivência dos cidadãos. Na Espanha, na mesma linha, um governo ditatorial ocupa o poder. Enquanto a vida em áreas rurais se torna impossível, a capital foi dividida em duas regiões totalmente fechadas: Setor 1 (o do governo e os privilegiados) e Setor 2 (o resto).

Recomendo

Zona de separação